Notícias

Colégio inova com catraca digital
Ampliar

Alunos usam digital para ingressar no Colégio Estadual

Pensando na segurança de alunos, professores e funcionários e também na freqüência dos estudantes, o Colégio Estadual Barbosa Ferraz, situado em Ivaiporã, adquiriu um sistema de catraca acionada com a digital para controlar a entrada dos alunos no estabelecimento escolar.
O investimento foi realizado com recursos do próprio Colégio Estadual, através de arrecadação dos alunos e promoções do estabelecimento de ensino e da Associação de Pais, Mestre e Funcionários, no total de 15 mil reais.

 

O diretor, Ivan Lopes Mendes, desconhece a existência de sistema semelhante em escolas públicas da região. Além da questão da segurança, já que impedirá a entrada de pessoas estranhas no ambiente escolar, através da entrada principal, o sistema também será eficiente no controle da freqüência dos alunos.

 

Quando o aluno passar o polegar, será registrada a entrada, mas terá que registrar a saída no final da aula, para que o sistema confirme a presença naquele dia. A cada semana, será emitido um boletim de freqüência e, assim, o Colégio Estadual terá um controle maior dos alunos faltosos, podendo verificar a ocorrência de algum tipo de problema com aqueles alunos que acumulam muitas faltas.

 

“Temos 36 turmas e verificar livro a livro de cada professor, para observar a freqüência, é muito dispendioso. Assim, iremos combater a evasão escolar com mais agilidade”, comentou o diretor.

 

A intenção é que, no início do segundo semestre, o sistema esteja completamente implantado, já com o cadastramento dos alunos. Além da catraca digital, o estabelecimento de ensino pretende instalar um dispositivo para detecção de metais, visando barrar a entrada de materiais estranhos no ambiente escolar.

 

O diretor lembrou que o Barbosa Ferraz não teve nenhum registro do ingresso de armas ou objetos semelhantes, nos últimos tempos. Nesse sentido, a medida é preventiva, já que alguns casos parecidos já foram registrados em escolas públicas do Paraná e aterrorizaram professores e funcionários.

 



© Colégio Estadual Babosa Ferraz - Todos os direitos reservados